quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Pseudocumentário

Fomos ver CONTATOS DE 4º GRAU, na terça à noite...



... bom, se você ainda não viu, pare a leitura por aqui, ok?

*******************


"Não existe nem nunca existiu nenhuma Dra. Abigail Tyler clinicando no Alaska e os sites sobre suas supostas pesquisas foram todos inventados e colocados no ar pouco tempo antes da estreia do filme, como parte de uma campanha publicitária. E, para piorar, a Universal Pictures, produtora do filme, se recusou a comentar o caso.

A única verdade em tudo isso é que aconteceram, comprovadamente, casos de pessoas desaparecidas no local. Foram 24 desaparecimentos sem solução nos últimos 40 anos, fato que o FBI atribui ao alcoolismo. Vale lembrar que a maioria dos habitantes da cidade citada no filme é composta por indígenas, muitos deles com dificuldades de adaptação à civilização branca. Todo o resto é pura ficção."


"No filme, Milla Jovovich interpreta a Dr. Abigail Tyler, psiquiatra que descobre as “abduções alienígenas” durante as sessões de hipnoterapia dos seus pacientes. Em um Site , chamado “Alaska Psychiatry Journal”, você pode encontrar uma “biografia” da Dr. Tyler com artigos relacionados: há tópicos sobre terapia de distúrbios do sono, distúrbios emocionais, hipnoterapia e regressão. Entretanto, não há no site informações para entrar em contato com a profissional. O site “Alaska Psychiatry Journal” foi registrado em GoDaddy em agosto de 2009. Não há registros de licença ou fichas para atendimento de nenhuma doutora Abigail Tyler no Alaska. A disponibilidade de uma única publicação on-line desta “especialista” validaria os fatos, como o mesmo não é possível, podemos concluir que tudo não passa de um estratagema viral para a promoção do filme. Já os pacientes que aparecem no “documentário” nunca foram vistos entre os habitantes de Nome, segundo moradores locais.

Habitantes de Nome reclamam da falta de veracidade dos fatos relatados e a falta de consideração com os familiares dos desaparecidos. Muitos deles não estão, até hoje, insatisfeitos com a conclusão do caso e esperavam que ele fosse reaberto. Mas, agora, com os “novos fatos” expostos por essa produção hollywoodiana só dificultaram mais que a verdade, um dia, possa vir à tona. "

"Segundo o jornal diário Anchorage Daily News, que circula na cidade de Anchorage, no Alaska, uma investigação foi realizada e nada foi encontrado que confirmasse a existência de uma Dra. Tyler ou de casos semelhantes aos mostrados no filme. No mês de lançamento nos EUA, o estúdio Universal concordou em pagar a quantia de US$ 20 mil dólares ao Alaska Press Club, pelo fato de ter usado a história de arquivos falsos de acontecimentos locais para promover o filme. "

*******************************

Pronto!! Contei!!! rsrsrss



Um comentário:

dj gilvandro campos disse...

Me diga então quem é a entrevistada,o que vc diz das imagens,pessoas levitando,o ovini acima da casa,o que vc tem a dizer da construção da pirâmides com calculos precisos,latitude e longitudes perfeitos,e muitas outras coisas sem explicação.....